Em delação, Dario Messer diz que entregava dólares aos Marinho, donos da Globo

Em delação, Dario Messer diz que entregava dólares aos Marinho, donos da Globo

O doleiro Dario Messer afirmou em sua delação premiada, homologada na quarta-feira (12), que prestava serviços para a família Marinho, dona da Rede Globo.

Messer afirmou que enviava remessas de dólares à família Marinho de duas a três vezes por mês, com quantias que variavam entre 50.000 e 300.000 dólares. Os repasses aconteciam dentro da própria Rede Globo.

O delator afirmou ao Ministério Público que os repasses eram recebidos por um funcionário chamado José Aleixo e que tinham como beneficiários os irmãos Roberto Irineu (que é Presidente do Conselho de Administração do Grupo Globo) e João Roberto Marinho (vice-presidente do Grupo Globo). Porém, o delator não apresentou provas e disse que nunca teve contato direto com os donos da Globo.

Em acordo com o Ministério Público, o doleiro Dario Messer se comprometeu a devolver R$ 1 bilhão aos cofres públicos por ter efetuado esquemas milionários de lavagem de dinheiro.

Em uma nota encaminhada à VEJA, a assessoria de Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho negou os fatos descritos por Messer: “A respeito de notícias divulgadas sobre a delação de Dario Messer, vimos esclarecer que Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho não têm nem nunca tiveram contas não declaradas às autoridades brasileiras no exterior. Da mesma maneira, nunca realizaram operações de câmbio não declaradas às autoridades”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram