Joao Campos tenta censurar novo comercial de Mendonça e é derrotado na Justiça Eleitoral

Joao Campos tenta censurar novo comercial de Mendonça e é derrotado na Justiça Eleitoral

A juiza eleitoral Virginia Gondin Dantas negou, nesta quarta-feira(14), mais um pedido de censura do candidato da Coligação Frente Popular, João Campos(PSB) contra a coligação Recife Acima de Tudo liderada por Mendonça Filho e Priscila Krause(DEM).

Dessa vez, o candidato do PSB ficou incomodado com a inserção partidária exibida na TV, que mostra um liquidificador velho, amarelo que para de funcionar. 

No pedido de censura, a Frente Popular alega que o comercial de Mendonça promoveria a ridicilarizaça da “força política representada pela cor amarela”. “Usou o seu tempo para desencorajar o eleitor a votar no candidato da oposição”, que nesse caso seria João Campos.

João Campos vestiu a carapuça do ventilador amarelo quebrado mostrado no comercial de Mendonça: “Sabe aquelas coisas que antes funcionavam? Mas aí começam a dar problema, já não dão conta do recado e deixam a gente na mão? Se liga, Recife. Não vamo amarelar. Quando isso acontece é hora de trocar. Trocar de verdade. Mendonça, Prefeito de verdade”.

Na decisão, a juíza considerou que o video não se apresenta como propaganda eleitoral negativa e nem irregular já que se mantém no limite da liberdade de expressão. “Merece registro que o regime democrático pressupõe a existência de ampla liberdade de manifestação,  bem assim a possibilidade de se fiscalizar e criticar as gestões dos detentores de mandatos eletivos”.

A primeira tentativa da Frente Popular de censurar a propaganda eleitoral de Mendonça foi para retirar do ar o guia de rádio. O programa do Democrata, veiculou declaração pública do prefeito Geraldo Júlio reconhecendo que Mendonça liberou R$ 10 milhões para construção de creches no Recife e elogiando o ex-ministro. A Justiça Eleitoral negou o pedido.

Foto: Câmara dos Deputados/ABr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *