Mendonça mostrou peso eleitoral expressivo no Recife em 2020

Mendonça mostrou peso eleitoral expressivo no Recife em 2020

Apesar de não ter passado para o segundo turno da eleição para prefeito do Recife, Mendonça Filho conseguiu receber 200.551 (25%) votos na capital, mesmo enfrentando as condições mais adversas possíveis.

A diferença da votação de Mendonça para João Campos, o primeiro colocado, foi menos de 33 mil votos. Levando em consideração que o candidato do PSB tinha o apoio de um batalhão de candidatos a vereadores, muitos com mandato, de comissionados da Prefeitura e do Governo e de líderes comunitários, percebe-se que João Campos quase fica de fora do segundo turno, mesmo estando com a faca e o queijo nas mãos.

Já Mendonça teve que enfrentar a pulverização enorme das candidaturas de direita, perdendo muito tempo que poderia ter sido utilizado para combater o PSB e o PT. Ele sofreu críticas de Charbel, Feitosa, Marco Aurélio e da Delegada Patrícia, todos focando em diminuir o candidato mais bem avaliado da oposição para alavancar suas candidaturas.

Por fim, teve que lidar com o apoio do presidente Jair Bolsonaro à quarta colocada. Mendonça mostrou sua força nessa grande adversidade, mas, apesar de ainda ter ampliado a sua votação, foi impedido de chegar ao segundo turno, tendo ficado a pouco mais de 2% de passar Marília Arraes e tirar o PT da disputa.

O eleitor recifense gostou muito do desempenho e da representatividade de Mendonça, e muitos já cotam o seu nome para cargos majoritários em 2022. Mas o mais seguro é ele disputar o cargo de Deputado Federal para tomar fôlego político. Neste caso, ele poderia até ser o mais votado do Recife e um dos mais votados de Pernambuco.

Foto: ABr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *