Candidato de Bolsonaro para presidente da Câmara também busca votos da esquerda

Candidato de Bolsonaro para presidente da Câmara também busca votos da esquerda

O presidente Jair Bolsonaro não está medindo esforços para eleger o deputado Arthur Lira (PP) presidente da Câmara dos Deputados.

Contando com o PP, Arthur Lira afirma ter votos de nove partidos. PL, PSD, Solidariedade, Avante, PSC, PTB, PROS, Patriota somam 170 deputados.

Já o presidente Jair Bolsonaro entrou em campo para garantir a eleição de Lira, tendo em vista que foi muito prejudicado pela oposição de Rodrigo Maia.

Para atrair novos aliados, o Governo pretende realizar uma reforma ministerial no início do ano que vem. Com isso, o Governo acomodaria os novos partidos e formaria uma base composta principalmente pelo Centrão. Além disso, a liberação de emendas está sendo condicionada aos votos na eleição da Câmara.

Bloco de Maia

Por outro lado, o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), também está formando um bloco para concorrer, mas ainda não definiu seu candidato.

Para formar seu bloco independente, Maia conta com o MDB, PSDB, DEM, Cidadania e PV. Juntos, esses partidos somam 106 deputados. Porém, o bloco de Maia está menos coeso.

A esquerda é almejada por todos

Tanto o bloco de Arthur Lira quanto o bloco de Rodrigo Maia sabem que, sozinhos, dificilmente irão vencer. Portanto, ambos busca os votos dos partidos de esquerda.

Arthur Lira tem adotado um discurso mais moderado para conseguir atrair votos do PT, PSB, PDT, PC do B e PSOL, que somam 132 deputados. Porém, Rodrigo Maia também está buscando esses votos para o seu bloco.

Ontem (09), a bancada de deputados federais do PSB se reuniu e, dos 27 deputados que se pronunciaram, 18 defenderam o voto em Arthur Lira, com os outros pedindo mais tempo para avaliar.

O PSB tende a definir seu candidato em uma semana. Quanto a Arthur Lira ser o candidato de Bolsonaro, os socialistas afirmam que no bloco de Maia também há membros da base do governo e que o próprio DEM ocupa dois ministérios.

Reunião de Arthur Lira com deputados ligados a Paulo Câmara.

Na segunda-feira (07), o governador de Pernambuco recebeu Arthur Lira e defendeu seu nome perante a bancada de deputados pernambucanos que fazem parte do governo.

Estavam presentes, além de Paulo Câmara e Arthur Lira, a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB), o presidente da Alepe Eriberto Medeiros (PP), o chefe de Gabinete do Governo Milton Coelho, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), além dos deputado Eduardo da Fonte (PP), Danilo Cabral (PP), Wolney Queiroz (PDT), Fernando Monteiro (PP), Bispo Ossésio (Republicanos), Renildo Carneiro (PCdoB) e Tadeu Alencar (PSB).

Foto: divulgação.

Instagram