Após banir Trump, Twitter mantém diversos perfis de ditadores em suas redes

Após banir Trump, Twitter mantém diversos perfis de ditadores em suas redes

Na última sexta-feira (08), o Twitter baniu permanentemente a conta do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que está no final do mandato e questiona o processo eleitoral em que o democrata Joe Biden saiu vitorioso.

Sobre o banimento, a rede social alegou: “Após uma análise cuidadosa dos tuítes recentes do @realDonaldTrump e do contexto em torno deles, suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de mais incitação à violência.”

Porém, o mesmo Twitter mantém uma lista de perfis de ditadores na ativa ou que foram recentemente depostos nas suas redes. Além disso, o fato da maioria dos perfis serem verificados mostra que a rede social tem ciência de que regimes totalitários utilizam o Twitter livremente, o que mostra toda a sua hipocrisia e arbitrariedade.

Ao que tudo indica, nem de longe os critérios utilizados para banir Donald Trump são aplicados contra os ditadores que utilizam o Twitter.

O Pernambuco em Pauta fez um levantamento dos principais ditadores que mantém seus perfis oficiais no Twitter:

NOMETWITTERPAÍS
Miguel Díaz-Canel Bermúdez@DiazCanelBCuba
Evo Morales Ayma@evoespuebloBolívia
Nicolás Maduro@NicolasMaduroVenezuela
Bashar Hafez al-Assad@Presidency_SySíria
Ilham Aliyev@presidentazAzerbaijão
Frank Bainimarama@FijiPMFiji
Paul Kagame@PaulKagameRuanda
Idriss Deby@MIdrissDebyItnoChade
Paul Biya@PR_Paul_BIYACamarões
Hun Sen@PeacePalaceKHCamboja
Ali Khamenei@khamenei_irIrã

Foto: reprodução/Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram