Covidão: mesmo com 7 operações da PF, Geraldo Júlio segue impune

Covidão: mesmo com 7 operações da PF, Geraldo Júlio segue impune

Coluna do Diego Lagedo: Segundo um relatório feito pela Controladoria Geral da União, pernambuco foi o estado que mais foi alvo de operações da Polícia Federal que tinham como alvo escândalos de corrupção com recursos do combate à Pandemia. O grande volume de operações da PF no estado se deve ao Covidão do Recife, escândalo de corrupção que aconteceu na Prefeitura do Recife no último ano da gestão de Geraldo Júlio (PSB). Entretanto, apesar de o seu ex-secretário de Saúde e mais dois servidores terem sido indiciado em um dos processos, o ex-prefeito do Recife segue totalmente impune. Mais do que isso, é secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo de Pernambuco! Se fosse em um país sério, Geraldo jamais ocuparia um cargo público em sua vida, mas ele já planeja concorrer a governador em 2022.


Alberto Feitosa: Em discurso na Alepe, o deputado Alberto Feitosa (PSC) afirmou que a ordem para dispersar a manifestação contra Bolsonaro no Recife veio de cima e que era impossível que Paulo Câmara (PSB) não soubesse: “Colegas do alto comando da PM revelaram que o então comandante Vanildo Maranhão, ao receber a determinação, disse que não daria certo”, disse Feitosa. O comandante foi exonerado pelo governador.

Armando Monteiro: O ex-ministro Armando Monteiro Neto (PSDB) afirmou que a responsabilidade pela atuação da PMPE na manifestação era do próprio governador Paulo Câmara: “A rigor, o que nós estamos vendo é um processo de transferência de responsabilidades”, disse Armando sobre o caso.

Joel da Harpa: O deputado Joel da Harpa (PP) apresentou um parecer qua afirma que a vereadora Liana Cirne (PT) cometeu o crime de abuso de autoridade ao dar carteirada em manifestação. A vereadora utilizou sua carteira da Prefeitura do Recife para impedir que viaturas da PM chegassem à manifestação contrária a Bolsonaro.


Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábado.

Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR.

Instagram