Rolo compressor do PSB vota contra previdência dos militares na CCJ da Alepe

Rolo compressor do PSB vota contra previdência dos militares na CCJ da Alepe

O deputado estadual Coronel Alberto Feitosa (PSC) defendeu, nesta quarta-feita (13), seu parecer sobre o Projeto de Lei Complementar que versa sobre a criação do Sistema de Proteção Social dos Militares do Estado de Pernambuco, em consonância com a Lei Federal nº 13.954, de 16 de dezembro de 2019.

Depois de reunir com as associações militares do estado, com os comandos das corporações e com deputados estaduais, Feitosa apresentou ajustes no projeto, correções textuais e adequações conforme disposto em Lei. Dentre os pedidos, além da valorização no serviço de saúde e um melhor tratamento dos seus beneficiários e pensionistas, enalteceu, como sendo fundamental, a extinção das faixas salariais, pedido recorrente dos PMs e BMs.

“Infelizmente, mais uma vez, o governador Paulo Câmara, ativou seu rolo compressor na Assembleia Legislativa de Pernambuco, negando os benefícios aos Policiais e Bombeiros Militares. Tudo que não serviu aos magistrados, procuradores, promotores, auditores fiscais e aos delegados de polícia, eles colocam para os Militares, nos tratando como subcategoria. Somos totalmente contra essa decisão, inclusive, da manutenção das faixas salariais, uma vez que é ilegal”, Afirmou Feitosa.

Mesmo com a seção remota, estavam presentes no gabinete do deputado Alberto Feitosa o presidente da Associação dos Cabos e Soldados, Albérisson Carlos, o presidente da Aspra, José Roberto, e o diretor da Amerrpe, José Alodio, que acompanharam a explanação do relator in loco.

“O projeto agora tramitará pelas comissões de administração e assuntos municipais antes de ir à votação no plenário da casa. Nos manteremos firmes para obter essas conquistas para a Tropa”, Concluiu Feitosa.

Foto: divulgação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram