CPI da Covid do RN aprova quebra de sigilos de secretário do Consórcio Nordeste

CPI da Covid do RN aprova quebra de sigilos de secretário do Consórcio Nordeste

Coluna do Diego Lagedo: Por unanimidade, a CPI da Covid-19 que tramita na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou a quebra do sigilo telefônico, telemático, bancário e fiscal do secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Eduardo Gabas. Ele já havia comparecido para depoimento na Comissão sob a condição de investigado, mas resolveu permanecer calado por estar amparado por um habeas corpus.

Os deputados investigam contratos firmados para o combate à Covid-19, com destaque para a compra de 300 respiradores hospitalares através do Consórcio Nordeste no valor de R$ 48 milhões, que não foram entregues. Em junho de 2021, a CPI da Covid no Senado Federal se recusou a convocar o secretário-executivo do Consórcio Nordeste para prestar depoimento, preferindo dedicar os trabalhos ao constrangimento do Governo Bolsonaro.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte dá o exemplo ao mostrar que tem compromisso com os cidadãos do seu estado e não coloca os interesses políticos à frente do interesse público. É isso que está faltando no Senado Federal e em Pernambuco, onda a CPI sequer foi instalada, apesar dos escândalos que atingiram o estado.


Denúncia: A deputada Priscila Krause (DEM) denunciou a existência de R$ 61 milhões parados em uma conta do Governo de Pernambuco que foram enviados pelo Ministério da Justiça para o investimento em segurança pública no estado. A parlamentar afirmou que o prazo para utilização das verbas vence no ano que vem e que a segurança pública de Pernambuco tem carências que poderiam ser sanadas por esses recursos.

Combustíveis: Com 392 votos a favor, 71 contra e 2 abstenções, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que estabelece uma alíquota fixa para a cobrança de ICMS sobre combustíveis pelos estados. A medida também é defendida pelo presidente Jair Bolsonaro e apontada como uma das soluções que são necessárias para a diminuição do preço dos combustíveis no Brasil. O texto, que desagrada a governadores, segue para apreciação do Senado.

Descaso: O descaso com a orla do Recife, maior cartão-postal da cidade, foi criticado pela vereadora Missionária Michele Collins (PP) na Câmara do Recife: “A requalificação dos quiosques não foi feita ainda. Ao todo são 60 na orla de Boa Viagem que estão deteriorados, sendo alvos de furtos e ação de depredação”. A parlamentar propôs a criação da Frente Parlamentar pela Orla do Recife para debater o tema.


Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábadosendo replicada em diversos blogs de Pernambuco.

Foto: ALRN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram