Secretário de Paulo Câmara foi o alvo da PF contra corrupção no Governo de Pernambuco

Secretário de Paulo Câmara foi o alvo da PF contra corrupção no Governo de Pernambuco

O chefe do Gabinete de Projetos Estratégicos do Governo de Pernambuco, Renato Xavier Thièbaut, foi o alvo da Operação Payback da Polícia Federal, que investiga um esquema de corrupção que envolvia troca de favores e vantagens entre servidores do órgão e grandes fornecedores do Estado.

A Polícia Federal apura que Thièbaut estaria se valendo das prerrogativas do seu cargo para receber vantagens indevidas de alguns fornecedores do Estado, especialmente de Sebastião Figueiroa de Siqueira e Luciano Cyreno Ferraz.

Em 2020, Renato Xavier Thièbaut já havia sido alvo da Operação Articulata, em que a Polícia Federal investigou desvios de dinheiro em contratos firmados para o combate à Covid-19.

Entenda

A Polícia Federal, na manhã de hoje, 15, deu cumprimento a 4 (quatro) Mandados de Busca e Apreensão durante a deflagração da Operação Payback, que visa apurar crime de corrupção por parte de funcionários do Governo do Estado de Pernambuco.

Segundo a investigação, secretários do Gabinete de Projetos Estratégicos teriam recebido vantagens indevidas em troca de favores políticos para grandes fornecedores do Governo do Estado.

A análise do material apreendido na “Operação Articulata” revelou moradia gratuita e reformas em imóveis sem qualquer contraprestação por parte de um dos alvos, Renato Xavier Thièbaut, que, desde meados de 2018, reside em imóvel de luxo, avaliado em valor médio de R$ 1.300.000,00 cuja locação seria em torno de R$ 5.000,00 ao mês.

Também foram constatadas reformas gratuitas realizadas no mesmo imóvel e em casa de campo, feita por outro fornecedor, as quais superam a quantia de R$ 100.000,00.

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região deferiu parte do pedido da Polícia Federal decretando mandados de busca e apreensão, bloqueio de bens dos investigados e incomunicabilidade entre eles.

Os pedidos de prisão preventiva, monitoramento eletrônico, afastamento cautelar de função pública e sequestro dos imóveis objetos da corrupção foram indeferidos.

Payback que em português significa “retorno” é uma técnica muito utilizada nas empresas para análise do prazo de retorno do investimento.

Foto: reprodução/GAPE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram