Investimentos de Bolsonaro no Nordeste causam ciúmes na esquerda

Investimentos de Bolsonaro no Nordeste causam ciúmes na esquerda

Coluna do Diego Lagedo: Os eleitores mais desatentos e mais jovens podem pensar que a dominação política da esquerda no Nordeste é algo antigo e enraizado. Porém, isso só se consolidou com a primeira eleição de Lula para a Presidência da República em 2022. Até então, o partido mais forte na região era o PFL, que reunia diversas lideranças políticas de centro-direita.

O domínio do PT na região foi o resultado da soma do marketing feito em cima da imagem de Lula com o assistencialismo do seu governo. Nesse período, o Nordeste não se desenvolveu de forma espetacular, mas a união de programas assistenciais de governos anteriores em um único programa de transferência de renda, o Bolsa Família, surtiu efeito para a conquista do coração dos nordestinos mais necessitados.

Sabendo da importância do Nordeste para o país, o ex-presidente Temer também viu a importância de investir na região e os nordestinos tiveram muita força no seu governo. Só Pernambuco contou com 4 ministros na gestão Temer, que potencializaram a atração de investimentos na região.

Com Bolsonaro, não foi diferente. O presidente concluiu diversas obras da Transposição do Rio São Francisco que estavam paradas nos governos petistas e fez um forte investimento em habitação, distribuindo dezenas de milhares de moradias no Nordeste. Mas Bolsonaro não parou por aí, mostrando que realmente é um grande fenômeno político no Brasil, e levou milhares de pessoas às ruas em passeatas e motociatas em seu apoio, com destaque para a que fez no Agreste de Pernambuco entre Santa Cruz do Capibaribe e Caruaru, que arrastou uma multidão e pode ter sido a maior do Brasil.

Todo esse investimento do presidente no Nordeste causa ciúmes e preocupação na esquerda brasileira, que se acostumou a ver a região como seu curral eleitoral. Não fosse pela Pandemia de Covid-19, que teria afetado qualquer presidente e calhou de atingir Bolsonaro, talvez o domínio da esquerda tivesse sido encerrado na região. Mas o fato de movimentos “sem teto” terem depredado um habitacional com 800 moradias que Bolsonaro irá inaugurar em Santa Cruz do Capibaribe mostra que a esquerda está preocupada com o avanço da direita no Nordeste.


Jornada das Águas: O presidente Jair Bolsonaro deu início a uma série de agendas pelos estados do Nordeste para inaugurar e anunciar investimentos em obras hídricas na região. Ele virá a Pernambuco na próxima quinta-feira (21) para inaugurar obras da Adutora do Agreste, que irá levar água para 2 milhões de pessoas em 68 municípios de Pernambuco.

Recife: Nessa terça-feira (19), a Câmara Municipal do Recife irá votar um projeto de lei do vereador Fred Ferreira (PSC) que proíbe o uso de “linguagem neutra” nas escolas do Recife. “Precisamos proteger nossas crianças, porque esse debate não é sobre inclusão e, sim, sobre ideologia”, destacou o vereador.

Petrolina: O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (DEM), e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, irão anunciar nessa terça-feira uma nova etapa do projeto Portal, que irá ajudar a desenvolver a irrigação da região. Após a sua conclusão, o projeto irá gerar cerca de 12 mil empregos na cidade.


Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábadosendo replicada em diversos blogs de Pernambuco.

Foto: Alan Santos/PR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram