Mesmo sem mandato, Mendonça garante destinação de recursos para o Agreste de Pernambuco

Mesmo sem mandato, Mendonça garante destinação de recursos para o Agreste de Pernambuco

Coluna do Diego Lagedo: O ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) mantém um grande prestígio em Brasília, mesmo estando sem mandato. A prova disso é que Mendonça continua conseguindo articular a a destinação de recursos para os municípios do Agreste de Pernambuco.

Bezerros, Lajedo, Belo Jardim, Cupira e Lagoa do Ouro foram alguns dos municípios que receberam recursos federais através da articulação de Mendonça em Brasília, principalmente na área da Saúde, que teve grande demanda durante a Pandemia. Para isso, o ex-ministro conseguiu articular emendas parlamentares através de mandatos de deputados aliados e também diretamente nos ministérios.

A colaboração mais recente de Mendonça foi com a cidade de Lajedo. Com o apoio do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), Mendonça conseguiu destravar R$ 250 mil para a saúde do município. Além disso, o ex-ministro da Educação também já havia articulado a destinação de verbas para o calçamento de ruas na cidade, que cobriu 20 mil metros quadrados com pavimentação asfáltica.

Em um momento em que a política brasileira está dominada por políticos inexpressivos, que fazem de tudo para aparecer mas entregam pouco ou quase nada para a população, Mendonça Filho mostra que ser político, com ou sem mandato, é servir ao povo da melhor forma possível, trabalhando para elevar a qualidade de vida das pessoas. O ex-ministro e ex-governador dá continuidade ao trabalho que já vem exercendo nos últimos 34 anos de carreira política e mostra que está em forma para voltar a trabalhar por Pernambuco na Câmara dos Deputados.


Eleições: Em entrevista ao programa Cidade em Foco, da Rede Pernambuco de Rádios, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), se esquivou ao ser questionada se disputará o cargo de governadora no próximo ano. Raquel faz parte de um bloco com o prefeito do Jaboatão, Anderson Ferreira (PL), e afirmou que é a hora de debater os problemas de Pernambuco em vez de discutir nomes.

Combustível: Em suas redes sociais, a deputada Priscila Krause (DEM) lembrou que o governador Paulo Câmara (PSB) também tem responsabilidade pelo aumento do preço dos combustíveis no estado. O ICMS cobrado pelo Governo do Estado para os combustíveis é de 29% e a cobrança já teve um aumento de R$ 0,46/litro desde o início do ano. A partir da próxima segunda-feira (1), passará a vigorar um novo aumento de R$ 0,09/litro, que foi determinado pelo Governo de Pernambuco.

Recife: Após dois meses de buscas, o vereador do Recife Alcides Cardoso (DEM) encontrou os R$ 10,9 milhões em instrumentos musicais encaixotados em um dos galpões da Prefeitura do Recife. Os instrumentos foram adquiridos sem licitação nos últimos dias da gestão de Geraldo Júlio (PSB) na Prefeitura do Recife e o TCE recomendou a suspensão dos pagamentos, mas R$ 5,2 milhões já haviam sido repassados para a empresa Brink Mobil Equipamentos Educacionais Ltda., investigada pela Polícia Federa por indícios de irregularidades na Paraíba. 


Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábadosendo replicada em diversos blogs de Pernambuco.

Foto: reprodução/Facebook

Instagram