Apoio de Marília Arraes afastará eleitores bolsonaristas da candidatura de Raquel Lyra

Apoio de Marília Arraes afastará eleitores bolsonaristas da candidatura de Raquel Lyra

Coluna do Diego Lagedo: A deputada Marília Arraes (PT) indicou a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), o seu pai, João Lyra, e uma tia de Raquel para receberem a Medalha do Mérito Legislativo na Câmara dos Deputados em homenagem ao seu tio, Fernando Lyra. A honraria indica que Marília deve apoiar a provável candidatura de Raquel para o Governo de Pernambuco no ano que vem.

Porém, é indubitável que o apoio da petista deve afastar totalmente as forças conservadoras da prefeita de Caruaru. Políticos, eleitores e militantes que apoiam o presidente Jair Bolsonaro não costumam aceitar alianças com o PT em hipótese nenhuma, fato que foi negligenciado por Raquel Lyra.

Vale destacar que Bolsonaro teve 1.661.163 votos em Pernambuco em 2018, o que equivale a 33,50% do eleitorado. Além disso, nenhum candidato de oposição deve ter grande êxito em retirar os votos da esquerda que são monopolizados pelo PSB em Pernambuco. Sendo assim, o peso do eleitor de direita não pode ser ignorado por um postulante da oposição que pretenda derrotar a Frente Popular.

O fato de estar associada a uma liderança petista deve fazer com que as intenções de voto de Raquel Lyra sejam abaladas nos próximos meses. Com a confirmação desse cenário, serão beneficiadas as pré-candidaturas de Miguel Coelho (DEM), que está construindo um caminho mais à direita e é filho do líder do Governo Bolsonaro no Senado Federal, e de Anderson Ferreira (PL), que é aliado de Raquel mas pode se afastar para disputar o Governo pelo mesmo partido que o presidente da República.

A experiência do passado já comprovou que um passo em falso é mais do que o suficiente para que um candidato seja hostilizado pelo eleitor de direita em Pernambuco. Sem essa percepção, Raquel parece estar caminhando diretamente para o abismo ao se abraçar com Marília Arraes.


Crítica: O deputado Romero Sales Filho (PTB) lamentou um dado da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) que mostrou que Pernambuco é o estado com menor oferta de água do país. “Enquanto a Compesa prega uma política fora da realidade para aparentar ser referência nacional na qualidade da prestação de serviços de abastecimento de água e saneamento, sabemos que a verdade é outra: desserviço prestado ao povo”, criticou o parlamentar.

Jaboatão: Em cerimônia conduzida pelo presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto, o prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, recebeu um certificado de implantação da Escola Cívico-Militar Natividade Saldanha. “Os avanços já são percebidos e a participação de todos que fazem parte desse projeto nos dá muito orgulho”, disse o prefeito.

Senado: Após quatro meses de atraso, o presidente da CCJ no Senado, Davi Alcolumbre, afirmou que irá pautar sabatina do indicado para o STF, André Mendonça, na próxima semana. Depois da sabatina e da votação na Comissão, o nome de Mendonça será submetido ao plenário do Senado em votação secreta. O indicado precisa dos votos de 41 dos 81 senadores para ser aprovado e passar a ocupar o cargo de ministro do STF.


Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábadosendo replicada em diversos blogs de Pernambuco.

Fotos: reprodução/Facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram