Raquel Lyra cumpre agenda na Zona Sul do Recife e critica falta de políticas habitacionais e urbanização na capital pernambucana

Raquel Lyra cumpre agenda na Zona Sul do Recife e critica falta de políticas habitacionais e urbanização na capital pernambucana

A pré-candidata ao Governo do Estado, Raquel Lyra (PSDB), esteve, nesta quinta (12), na Zona Sul do Recife, onde visitou a comunidade da Beira do Rio. No encontro, que aconteceu na Associação dos Moradores, a população falou sobre o descaso do poder público com a saúde, infraestrutura e saneamento.

“No coração do Recife, em um dos metros quadrados mais caros da cidade, é inadmissível que a gente não tenha uma política de habitação, de urbanização nas áreas mais pobres, mais vulneráveis. Só vamos virar o jogo da violência, da exclusão, se a gente melhorar o local onde as pessoas vivem”, destacou.

Para o deputado federal Daniel Coelho (Cidadania), “a comunidade da Beira do Rio nunca teve uma intervenção para resolver o problema de urbanização”. “É uma situação de abandono completo”, ressaltou.

A deputada estadual Priscila Krause (Cidadania) agradeceu a acolhida da comunidade e reforçou que Raquel Lyra está pronta para enfrentar os problemas do estado. “Raquel enfrentou um grande desafio. Foi a primeira mulher a ser eleita e reeleita em Caruaru e tem uma gestão reconhecida. É preparada e sabe governar”, frisou.

“A comunidade da Beira do Rio nunca teve uma intervenção para resolver o problema de urbanização. É uma situação de abandono completo”, acrescentou o deputado federal Daniel Coelho.

A presidente da Associação dos Moradores da Beira do Rio, Zoraide Mariana da Silva, disse que “o governo precisa trabalhar pela comunidade, independente de bandeiras partidárias”. “É obrigação cuidar das pessoas.”

MERCADO – A agenda na Zona Sul teve início no Mercado de Boa Viagem, onde Raquel conversou com os comerciantes do local. Importante equipamento de cultura do Recife, o espaço existe há 55 anos e possui 218 boxes, que oferecem produtos e serviços de artesanato, gastronomia, hortifruti, laticínios, costura, barbearia e petshop.

“Temos que mudar esse governo que está aí e que não dá atenção ao nosso espaço e aos nossos comerciantes”, declarou o síndico do Mercado de Boa Viagem, Neuzélio Barreiro.

Foto: divulgação.