Bolsonaro tem razão: culpa da alta da inflação é de quem aplicou o Lockdown

Bolsonaro tem razão: culpa da alta da inflação é de quem aplicou o Lockdown

Coluna do Diego Lagedo: O presidente Jair Bolsonaro abordou a alta da inflação no Brasil em um evento realizado em Sergipe nessa terça-feira (17). Segundo o presidente, a principal culpada pela inflação atual é a política do “fique em casa” adotada pelos governadores, que prejudicou gravemente a economia brasileira.

“Passamos por momentos difíceis com a pandemia, durante a qual muitos embarcaram na historinha do ‘fica em casa, e a economia a gente vê depois.’ Lamentavelmente, muitos governadores destruíram empregos e renda, especialmente dos mais pobres”, disse Bolsonaro. “Mas estamos voltando à normalidade”, garantiu.

De fato, muito se especula sobre a intenção dos oposicionistas que defenderam a política do Lockdown e das quarentenas com unhas e dentes. Todos se recordam que eles diziam que o melhor era ficar em casa e resolver a economia depois, o que denota que eles estavam prevendo que a crise econômica seria certo. Hoje, esses mesmos opositores são os primeiros a criticarem a inflação e perda de renda dos brasileiros, e tentam colocar a culpa em Bolsonaro.

O eleitor pode ser muita coisa, mas não é ignorante. Todos sabem que o mundo passou por dois anos de uma grave pandemia e que agora está sendo afetado pela guerra entre a Rússia e a Ucrânia. O Governo Bolsonaro atuou muito bem para salvar a economia durante esse período e o Auxílio Brasil, antigo Auxílio Emergencial, foi o único sustento de muitas pessoas nesses anos difíceis.


Eleições: A deputada Priscila Krause (Cidadania) saiu em defesa da postulação de Raquel Lyra (PSDB) ao Governo de Pernambuco: “Quem conhece Raquel, vota em Raquel. Ela transformou Caruaru e está pronta para tirar o nosso estado desta situação de abandono. Não se trata apenas de tirar o governo do PSB, o pior que que já tivemos em toda nossa história, mas de oferecer aos pernambucanos o que nós temos de melhor”, disse Priscila.

Oposição: Anderson Ferreira (PL) acionou o TCE e MPCO e protocolou um pedido de informação sobre o Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal: “não foi possível identificarmos no Portal da Transparência dados relativos à execução orçamentária e financeira, a fonte de recurso específica e a dotação orçamentária alocada para gastos do fundo em órgãos e entidades do governo estadual”, disse Anderson.

Saúde: Miguel Coelho (UB) defendeu a construção de hospitais para tratar de pessoas com deficiência em Pernambuco: “A nossa proposta é construir no estado de Pernambuco pelo menos cinco hospitais específicos e exclusivos para pessoas com deficiência, para que ninguém mais precise fazer essa peregrinação de uma unidade para outra”.


Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábadosendo replicada em diversos blogs de Pernambuco.

Foto: PR.