Recife é uma cidade refém da chuva e a Prefeitura nada faz para mudar essa realidade

Recife é uma cidade refém da chuva e a Prefeitura nada faz para mudar essa realidade

Coluna do Diego Lagedo: Os alagamentos já fazem parte do cotidiano dos recifenses em todos os dias de chuva. A principais vias da capital, como a Imbiribeira, a Avenida Recife e a Estrada dos Remédios, já apresentam acúmulo de água com meia hora de chuva. Porém, a situação é muito pior quando esse quadro se repete por um dia inteiro ou mais.

Já faz dias que chove na Região Metropolitana do Recife e em partes da Zona da Mata pernambucana e do Nordeste. O que se vê é uma situação de calamidade pública no Recife, com a cidade inteira completamente intransitável e com a água entrando dentro de diversos imóveis.

Todo ano, a Prefeitura do Recife faz a dita “Operação Inverno”, que não passa de algumas obras de recapeamento e de limpeza de algumas galerias. Mas é notório que a cidade precisa de muito mais do que isso. O Recife foi construído em uma região de mangues e é necessário que se faça uma grande obra para garantir o escoamento das águas pluviais para que a cidade não passe mais por isso.

Não há nada nesse sentido no horizonte. Os recifenses são governados por um prefeito ausente, que parece se preocupar mais em viajar pelo Brasil e pelo mundo do que em governar a cidade que recebeu de mão beijada. O recifense está de olho e, atualmente, o único responsável por solucionar esse problema se chama João Campos, que dá continuidade à gestão questionável do PSB.


Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábadosendo replicada em diversos blogs de Pernambuco.

Foto: reprodução.