Anderson defende medidas para o resgate da autonomia do Porto de Suape e geração de novos empregos

Anderson defende medidas para o resgate da autonomia do Porto de Suape e geração de novos empregos

Candidato do Partido Liberal (PL) ao Governo de Pernambuco, Anderson Ferreira participou, ao longo dessa quinta-feira (22), de uma série de caminhadas e motociatas nas cidades do Ipojuca, Nossa Senhora do Ó e Ribeirão. As agendas mobilizaram a população dos três municípios e propiciaram uma série de debates sobre medidas para alavancar o desenvolvimento socioeconômico do estado, a exemplo da viabilização para a instalação do segundo terminal de contêineres no Porto de Suape.

Anderson destacou que o resgate da autonomia do Porto de Suape é um antigo pleito do estado, iniciado ainda à época da gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), diante da falta de articulação do Governo de Pernambuco para com o Governo Federal. Desde então, Suape perdeu a autonomia sob a sua própria gestão, apesar de continuar como uma estatal, tendo passado a depender diretamente da União para o seu desenvolvimento.

“Nós vamos resgatar a autonomia do Porto de Suape a partir do alinhamento que vamos ter com o Governo Federal. Não tenho dúvidas de que o presidente Jair Bolsonaro (PL) vai ser conduzido pelo povo brasileiro à reeleição e esse apoio vai fazer com que Pernambuco volte a crescer. Suape vai passar a ter o controle e o estímulo necessários para retomar a atração de novos empreendimentos”, disse Anderson.

O liberal citou como uma das medidas prioritárias a abertura de novas licitações para o setor portuário, a exemplo do segundo terminal de contêineres, alvo de negociação judicial com o Estaleiro Atlântico Sul para ser implantado dentro da área do equipamento.

“Estamos falando de investimentos de mais de R$ 1,4 bilhão, cujo empreendimento vai precisar da autonomia de Suape para que o processo de instalação possa ser feito o mais rápido possível. Assim, vamos gerar mais desenvolvimento, emprego e competitividade para o porto, que hoje vive sob o monopólio de um único terminal cujos preços dos serviços são dos mais altos do país”, pontuou Anderson Ferreira, ao lembrar que, enquanto prefeito do Jaboatão dos Guararapes e diante da falta de interesse do governador Paulo Câmara (PSB), foi ao Rio de Janeiro para uma reunião com o presidente da Petrobras para viabilizar a duplicação da Refinaria Abreu e Lima, um aporte de R$ 5 bilhões com capacidade de gerar mais de 10 mil empregos.

Foto: Hermes Costa Neto/divulgação.