Prefeita do Ipojuca reforça compromisso com Programa Cidades Sustentáveis da ONU

Prefeita do Ipojuca reforça compromisso com Programa Cidades Sustentáveis da ONU

Reforçando os compromissos e metas de gestão pública do município, a prefeita do Ipojuca, Célia Sales, recebeu, nesta terça-feira (08), a coordenadora do programa Cidades Sustentáveis das Nações Unidas (ONU), Zuleika Goulart. O encontro, que contou com a presença de representantes das secretarias de Planejamento, Educação, Assistência Social, Saúde, Controladoria, além de um membro do gabinete do deputado estadual Romero Sales Filho, teve a finalidade de alinhar as informações dentro dessa agenda de sustentabilidade urbana, que no município está sendo coordenada pelo próprio Gabinete da Prefeita. Ipojuca é uma das cidades signatárias da Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e já está promovendo reuniões de trabalho com as secretarias municipais visando fortalecer as políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável.

“Entendemos a importância de estar inserido dentro desse programa para avançar nas nossas ações, que já estão alinhadas com o nosso Plano Plurianual, mostrando que Ipojuca possui metas estruturadoras que valorizam e incentivam o desenvolvimento do nosso município nas diversas áreas”, destacou a prefeita Célia Sales. Ainda segundo a gestora, “é uma honra receber a visita da coordenadora do programa reforçando o nosso compromisso e empenho em avançar e monitorar as metas e indicadores da cidade, tendo como resultado final a melhoria da qualidade de vida dos ipojucanos. E tudo isso alinhado com o que ocorre no mundo, a exemplo da COP 22, que acontece no Egito”, informou a prefeita. Entre os indicadores do programa estão pontos como Saúde, Educação, Segurança Pública, Assistência Social, entre outros.

Para a coordenadora do Cidades Sustentáveis, “Ipojuca tem muito potencial para ser protagonista no Estado, e a nossa proposta é somar esforços para que o município possa avançar ainda mais nessas boas práticas, somando parcerias e potencializando esses impactos positivos para a população”, afirmou Zuleika Goulart. Segundo a representante, o programa nasceu em 2012, inspirado numa agenda de desenvolvimento sustentável da Europa, indo além da questão ambiental, mas também com foco em recortes na área social, econômica, cultural e política. Ao final do encontro, ficou acertado que Ipojuca irá atualizar seus indicadores para alimentar a base de dados da plataforma do programa.

Foto: divulgação.